terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Sepetiba a caminho do seu reconhecimento como bem cultural





Projeto de Lei Nº 1612/2015 de autoria do Vereador Willian Coelho, pede o tombamento por interesse Histórico e Arquitetônico, Ambiental, Arqueológico e Cultural, o Cais Imperial de Sepetiba e o Caminho do antigo cais, situado à Praia de Sepetiba. 

Sob o argumente de que Sepetiba foi palco de importantes acontecimentos durante as três principais fases da história do País: Brasil Colônia, Império e República; desde o aldeamento jesuítico; cenário da batalha naval contra os holandeses, sua baía e praias serviu de local de desembarque para o quinto do ouro, tráfico do mesmo, tráfico de escravos; cenário da luta dos corsários dentre outros muitos acontecimentos e que por lá passaram personagens históricos que reconheceram sua beleza, como: D. João VI, D. Pedro I, D. Leopoldina, José Bonifácio, o Visconde de Sepetiba, Jean Baptise Debret dentre muitos outros, o projeto de lei pede o tombamento e veda a demolição e descaracterização arquitetônica do Cais e seu entorno.

A partir desta lei, um grupo de trabalho lançou na internet um apelo para que a lei seja aprovada pressionando os órgãos públicos através do site Panela de pressão. 
Quem quiser aderir à campanha basta acessar o site http://paneladepressao.nossascidades.org/campaigns/816 e fazer sua pressão.




A Zona Oeste ganhará o Parque Campo Grande

Nos mesmos moldes do Parque Madureira, o Parque Campo Grande terá 122 mil metros quadrados de área verde às margens do rio Campinho, pró...